16 thoughts on “Pense antes de falar”

  1. Importantíssima mensagem e recado aqui… Todos assim devemos fazer ..è bem melhor pra nós, aos outros e à vida! beijos, linda semana,chica

    Reply
  2. Olá Rosana, bom dia

    Concordo com você. Temos de refletir/ouvir muito bem antes de falar, esse é motivo de temos duas orelhas e apenas uma boca. 😀

    Eu adoto duas estratégias nas minhas conversas:
    1 – Para assuntos polêmicos e que não possuo tanto conhecimento, gosto de me posicionar depois de 48 horas, pois dá tempo de ler mais fontes, ouvir podcasts e avaliar o contraditório. Não gosto de falar no calor do momento;
    2 – Assuntos do dia-a-dia e de menor impacto, adoto a estratégia de 10 segundos, pois dá tempo de oxigenar o cérebro, avaliara a situação, colocar nas peneiras e depois se expor.

    Somos tentados a nos posicionar o tempo todo, mas raramente somos educados para a moderação. Um caso interessante que ocorreu essa semana foi:

    Minha sogra me “orientou” a comprar um carro. Apesar de saber dirigir, eu não gosto de dirigir, além de ter um carro vai boicotar o plano FIRE, então eu comentei que comprarei quando eu voltar para Minas Gerais. E ela comentou: Então vai demorar muito. Eu confesso que fiquei chateado com o comentário dela, mas respirei fundo e disse apenas: Ore todo dia para que possamos retornar o quanto antes para a proximidade da família. E ela falou sorriu e disse que vai orar todo dia para isso se realizar.

    Um forte abraço,

    Reply
    • Voando Abaixo do Radar,

      Gostei das suas estratégias.

      Melhor entender melhor sobre o tema do que falar algo que não deveria. Podemos acabar falando alguma frase impactante negativa e que ficará na memória de todos por muito tempo. Ou para sempre.

      Os 10 segundos são excelentes para não falarmos demais. Respirar fundo, pensar melhor, silenciar a mente.

      “Somos tentados a nos posicionar o tempo todo, mas raramente somos educados para a moderação.”
      Sua frase ficou perfeita!

      Ao fazer isso, quase sempre chegamos a conclusão de que o que iriamos falar ou era irrelevante ou não tão importante ou uma faísca que poderia causar grandes estragos.

      Gostei do seu exemplo. Apesar de ter ficado chateado (com razão), sua reação e resposta criaram um clima de tranquilidade, harmonia e paz. Parabéns!

      Abraços,

      Reply
  3. Importantes palavras, Rosana!

    Além de saber ouvir e o momento correto de falar, uma das coisas com que mais me deparo é a falta de clareza. Se as pessoas fossem claras, tudo ficaria mais fácil. É um dos princípios do Jordan Peterson em seu livro.

    Um ditado muito batido mas muito importante é aquele “não temos dois ouvidos e uma boca por acaso”.

    Abraços!

    Reply
    • André,

      Clareza é tão importante, mas tão pouco utilizada! Além disso, é uma excelente ideia para um futuro post.

      Gostei do ditado. Eu já o conhecia, mas é sempre bom relembrar.

      Abraços,

      Reply
  4. Muito bom recado, como sempre. Particularmente, já notei que tendo a falar sem pensar quando estou especialmente feliz; a “verdade via euforia” é comum sob efeito de alguma substância exógena (ex: álcool), mas o encontro com um velho amigo ou um novo relacionamento (amizade/atração imediata) também trazem esse efeito a mim.

    Gostei muito das três peneiras: necessidade, utilidade e bondade. Tentarei assimilá-las.

    Abraço

    Reply
    • Aposente Cedo,

      Esse negócio da euforia é interessante. Por que será que agimos assim?

      Quando vemos, já falamos o que não deveríamos…

      E muitas vezes, na hora nos arrependemos. E então vai-se embora boa parte da euforia e da alegria. E incomoda saber que o outro provavelmente não esquecerá de nossas palavras.

      De qualquer forma, serve de lição. E com o tempo, acabamos prestando mais atenção nisso.

      Bom saber que gostou das três peneiras! É algo que eu procuro colocar em prática, embora muitas vezes quando vi, já falei também. rsrsrs

      Mas vamos aprendendo, não é?

      Abraços,

      Reply
  5. Olá Rosana!
    Um bom domingo para você.
    Saber calar, falar é uma arte que merece de nós toda atenção.
    Falar o que e para que e para quem, nesta sequencia bem elaborada dificilmente haverá falha na transmissão.
    Palavras e mais palavras são proferidas sem nenhum critério e elas ferem, desagregam e matam.
    Cuide de peneirar o que lhe sai da boa, pois não é bumerangue.
    Bela reflexão e estimulo ao fazer o certo.
    Carinhoso abraço amiga.

    Reply
    • Toninho,

      Precisamos ter muito critério sobre o que falamos, pois como você disse: palavras ferem, desagregam e até matam. Mas não precisa ser assim.

      Ainda mais com tudo o que estamos vivendo há mais de um ano, falar palavras edificantes e motivadoras é essencial tanto para quem fala como para quem ouve.

      Muitas vezes o que dizemos tornar-se irreparável. Por isso, muitas vezes, ficar em silêncio é a melhor e mais sábia atitude.

      Abraços,

      Reply
  6. Olá Rosana
    Ótima postagem, como é importante pensar antes de falar, evita muitos prejuízos. Obrigada pelo comentário no meu blog, gostei muito e pesquisei sobre Geraldo Rufino, a vida dele foi um exemplo de determinação e garra. Bjs querida.

    Reply
    • Lucinalva,

      E como evita prejuízos o hábito de pensar antes de falar!

      Bom saber que gostou da história do Geraldo Rufino. Considero seu modo de ver as circunstâncias negativas como um grande exemplo para todos nós.

      Boa semana!

      Reply
  7. Sim, assim é.
    Temos de pensar antes de falar, pois depois de falarmos não podemos engolir o que foi dito.
    Interessante este texto.
    Tenha uma semana abençoada com muita tranquilidade e saúde.
    O resto vem por acréscimo.
    Beijinhos

    🙂

    Reply
    • Piedade Sol,

      Depois de falado, muitas vezes o estrago já está feito.

      Gostei da sua frase final. Tranquilidade e saúde: o resto vem por acréscimo.

      Uma ótima semana para você também!

      Reply

Leave a Comment