Não é qualquer pessoa. É você!

Eu vi a frase que dá título ao post na fachada de uma loja de serviços de beleza feminina.

E achei que poderia se transformar em um post, assim como a frase “Não passe vontade. Passe o cartão”.

 

É você!

O objetivo desse tipo de estabelecimento é fazer com que a cliente se sinta bem. Algo óbvio, não é?

Saindo do mundo do consumo e entrando no mundo dos pensamentos e atitudes, o que você costuma fazer de maneira habitual para se sentir bem?

Podem ser coisas aparentemente simples, como admirar o céu azul, respirar de forma profunda, ler um livro de seu agrado, passear com seu cachorro, cantar, dançar, etc.

As atividades dessa lista são bem pessoais, pois o que faz bem para uma pessoa pode ser algo chato para outra.

Após identificar as atividades que te fazem bem, responda para si mesmo: quanto tempo você gasta por dia com essas atividades?

Você acredita que esse tempo seja adequado ou acredita que precisa de mais?

 

é você relógio na grama

 

A vida não espera

A correria é um fato na vida da maior parte das pessoas.

Penso que pode ser considerado até um fardo, pois quem gosta de emendar uma atividade na outra, quase que de forma ininterrupta, sem descanso ou tempo para recuperar a energia e a disposição?

Produtividade também deveria ter limites, pois é bem comum se chegar quase no limite da exaustão para cumprir metas e objetivos. Ou até ultrapassá-las, prejudicando a saúde.

Ocasionalmente, ir além é bom, pois é assim que você supera seus próprios limites. E assim, fica satisfeito consigo mesmo.

O problema é que os excessos de atividades e carga horária, principalmente na área profissional, acabam tornando rotineiro algo que não é nada saudável. E que deveria ocorrer de vez em quando.

Quando o excesso se torna a regra, mais cedo ou mais tarde o corpo e a mente não mais aguentarão. As consequências podem ser trágicas e de difícil solução.

 

Estilo de vida anti-vida

Em uma país de baixa renda como o Brasil, as coisas se complicam ainda mais, pois muitas vezes o salário é insuficiente até mesmo para as necessidades básicas. Acrescentando a isso uma carga horária extensa, as cobranças para bater metas ou algo parecido e o trajeto que muitas vezes é cansativo e estressante, tem-se todos os fatores necessários para que a vida seja de fato corrida – algo que a maioria das pessoas quer evitar.

Não sei onde essa estranha e disfuncional sociedade vai parar com esse estilo de vida anti-vida, mas esse é um assunto para outro post.

 

Não tem tempo para você? Comece com 5 minutos por dia

Com tantas atividades e tantos papéis a desempenhar durante o dia, talvez você mesmo seja o último item da sua lista de prioridades.

Isso, se o seu nome estiver lá, pois em muitas listas, o nome da própria pessoa sequer aparece. O que é bem estranho, pois como ter saúde física e mental quando o próprio bem-estar e o amor-próprio não são prioridades?

Se você faz parte desse grupo, tenha o firme propósito de tornar habitual dedicar 5 minutos a você mesmo através de alguma atividade que te faça bem – como as que citei no início do post, caso façam sentido para você.

Não demorará muito para você constatar que os 5 minutos passaram rápido e que agora você quer mais minutos para relaxar, para estar em sua própria companhia.

Para refletir um pouco mais sobre a vida, sobre o quanto ela pode ser leve e agradável.

 

Não é qualquer pessoa

Não pense nos outros, pois cada pessoa é única, com um conjunto personalizado de genes, pensamentos, sentimentos, emoções, valores, experiências e talentos.

O que faz sentido para uma pessoa pode não fazer sentido algum para você. E vice-versa.

Não se compare com outras pessoas.

Tampouco menospreze os outros.

Ou pense que são superiores à você.

 

flor com emoticon sorrindo e água por baixo

 

É você!

Pense apenas em você.

Acredite em você.

Acredite em seu potencial, em sua capacidade de tornar-se uma pessoa melhor a cada dia.

Trate a si mesmo com amor, sem palavras rudes.

Fale a si mesmo o que falaria para um amigo na mesma situação.

Não se cobre demais. O mundo, a sociedade e o trabalho já fazem isso de maneira muito intensa e cruel. Você não precisa ser mais uma fonte de cobrança para si mesmo.

Cultive hábitos saudáveis.

Sorria mais.

Tome banho de chuva.

Esteja mais presente no momento presente, pois ele é o único que realmente te pertence.

Semeie bons pensamentos em sua mente. E boas atitudes no dia a dia.

Agindo assim, a probabilidade de colher bons resultados será maior.

Faça o bem para você mesmo. A todo instante. O máximo que conseguir.

Você tem valor.

Você é único.

Sinta alegria e bem-estar em sua própria presença.

Seja a pessoa mais importante de sua vida.

Sinta-se vivo.

E seja feliz.

 

Créditos das imagens: Pixabay

 

 

14 thoughts on “Não é qualquer pessoa. É você!”

  1. Que4 beleza de texto e co9mo precisamos em nós pensar. Saímos destrambelhadamente a arrumar as vidas de toda família e repentinamente, nos damos conta que esquecemos de nós! Sempre é tempo pra isso remedias! Lindo ! Adorei! beijos, chica

    Reply
  2. Olá, querida amiga Rosana!
    Somos seres únicos e merecemos nos cuidar à medida do nosso possível.
    Muitas vezes até do que nos parece impossível.
    Temos que priorizar hábitos saudáveis para uma qualidade de vida.
    Não podemos perder de vista nosso potencial. Cada um tem o seu, certamente.
    Tenha dias abençoados!
    Beijinhos com carinho fraterno

    Reply
    • Rosélia,

      Tudo o que você citou é essencial para que finalmente sejamos capazes de viver a vida que realmente merecemos viver.

      São passos relativamente simples, mas para isso, precisamos nos colocar em primeiro lugar para nós mesmos.

      Como eu disse para a chica, nos colocarmos em primeiro lugar não é egoísmo, mas sim, amor próprio.

      Abraços,

      Reply
  3. Olá Rosana
    Que postagem interessante, como é importante fazer coisas agradáveis, sorrir, brincar com o cachorro, cantar… se sentir bem com a própria companhia faz toda diferença, um forte abraço.

    Reply
  4. Quando pegamos um avião os profissionais de voo aeromoças e cia passam todo um protocolo de segurança onde primeiro temos que nos ajudar colocando o oxigênio
    em nós depois na pessoa ao lado… quero dizer que se queremos
    ajudar aos outros precisamos nos ajudar primeiro.
    Textos reflexivos por aqui… maravilha.
    A casa ficou fechada por algum tempo! com certeza foi muito bom te ver
    por lá…
    PAZ E BEM.

    Reply
    • Janicce,

      Excelente exemplo! Você precisa primeiro cuidar de si mesmo, para então poder ajudar os outros. Se não, os dois acabam saindo prejudicados nisso tudo.

      Fiquei feliz em ver que voltou a postar no A Casa Madeira! 🙂

      Boa semana,

      Reply
    • Sem dúvida, Daniela.
      Por isso, precisamos prestar muita atenção nesses apelos para não nos deixarmos levar por eles.
      Agradeço por seu comentário. Espero que goste do conteúdo do meu blog!
      Boa semana!

      Reply
  5. Um texto formidável! É imperioso sabermos repensar a nossa vida e o nosso tempo… para darmos mesmo pela importância dos nossos dias, sem apenas passarmos por eles…
    Um beijinho
    Ana

    Reply

Leave a Comment